Rage in My Eyes: novo vídeo clipe mescla a cultura gaúcha com o Heavy Metal
12/07/2019 | Por
Processed with VSCO with g3 preset

O Rage in My Eyes, banda de Heavy Metal brasileira e em atividade desde 2002, vem trabalhando forte na produção do disco “Ice Cell”, gravado entre 2017 e 2018 nas cidades de Los Angeles (EUA) e Porto Alegre (Brasil). Como antecipação do material, eles divulgaram o clipe de “Death Sleepers”, faixa que traz muitas influências da cultura gaúcha. Confira!

Formado por Jonathas Pozo (vocal), Magnus Wichmann e Leo Nunes (guitarras), Pedro Fauth (baixo) e Francis Cassol (bateria), a banda vem se destacando por mostrar um lado do país que a maioria das pessoas não conhece. Misturando Heavy/Prog Metal com elementos da milonga, a banda apresenta uma sonoridade própria e carregada de elementos raros. O grupo se prepara agora para finalizar o álbum “Ice Cell”, no qual deve ser lançado nos próximos meses.

“Será o primeiro lançamento oficial desde a mudança de nome. Estamos trabalhando há anos nesse material e estamos muito felizes por finalmente estarmos lançando. Essa banda já teve tantos renascimentos que prefiro pensar que dessa vez é um recomeço, onde estamos olhando apenas para frente. Sem dúvida essa é a formação mais forte, onde todos os integrantes estão com o mesmo foco. Esse trabalho também é especial, pois ele é fruto de um crowdfunding muito bem sucedido que fizemos, onde pudemos contar com o apoio dos fãs e amigos para passar da meta que estabelecemos. Gostaria de agradecer o belíssimo trabalho de toda a equipe envolvida, do diretor Ulisses da Motta e do produtor Eduardo Christofoli e demais membros, dos atores Renata Stein, Bruno Barcelos, Maia D’Oxum e do nosso grande parceiro acordeonista Matheus Kléber”, explica o baterista Francis Cassol sobre a faixa e a criação do clipe.

Quanto ao conceito do clipe, trata-se de um desenvolvimento do tema da música, articulado à ideia de uma nova identidade visual para a banda. “Trabalhamos com três ideias principais, em três níveis distintos, suscitadas por essa necessidade de síntese entre a nova fase da banda e a temática lírica de ‘Death Sleepers’: no nível estético, o tradicionalismo gaúcho; no nível moral, as consequências de uma cosmovisão subjetivista, e da autopersuasão hipnótica que a acompanha como traço característico distintivo; no nível poético, a instalação do homem no reino das superficialidades como uma negação existencial do próprio drama humano” esclarece o guitarrista Leo Nunes.

“A banda já veio com uma ideia bem formada de conceito visual. Como a música ‘Death Sleepers’ tem elementos de música tradicional gauchesca, eles trouxeram esse conceito de referenciar à cultura da fronteira do Rio Grande do Sul no cenário e nos figurinos. Foi curioso, porque era algo que eu já queria fazer em algum momento, essa representação mais contemporânea do gaúcho”, finaliza o cineasta Ulisses Da Motta.

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
O frontman da banda paraibana Necrohunter, Mauro Medeiros, nos enviou uma cópia do seu mais recente trabalho de estúdio. Com 11 faixas inéditas, o...
A banda de Hardcore/Metal Sudakah foi formada em 2018 na cidade de São Paulo (SP). Possuindo apenas 1 álbum lançado, o grupo traz em...
Riffs acelerados, bateria incontrolável, baixo pesado e um vocal com uma energia incrível, hoje...
Nova força do Heavy Metal cearense lança primeiro disco com inspirações na cultura pop...
Parceiros
extremo-metal-jampa
OSBOX
Siga o Detector de Metal