Hell in Rio: Metal, mosh e chuva marcam o primeiro dia do festival
07/11/2016 | Por
Hell in Rio: o rock vai invadir a cidade do samba

Fotos e texto: Simone Garrafiel

No primeiro dia do festival Hell in Rio, bandas de vários estilos do metal subiram no palco e colocaram os roqueiros para banguear e formar (muitas) rodas de mosh. Isso tudo debaixo de muita chuva, o que não tirou o ânimo dos presentes, mas mudou o cenário da plateia, recheada de capas de chuva brancas, tirando o espaço das tradicionais camisas pretas. O festival Hell in Rio reuniu expoentes do heavy metal brasileiro, no Terreirão do Samba, no Rio de Janeiro, nos dias 05 e 06 de novembro.

Abrindo o evento, a banda de death metal Reckoning Hour teve o desafio de esquentar a plateia. O vocalista J.P. caprichou nos guturais e trouxe músicas como Times of Trial, do álbum recém-lançado da banda Beetwen Death and Courage.

reckoninghour no hell in rio

Na sequência, o prog power metal tomou conta do festival, com a banda paulista Perc3ption, que focou o set list em seu segundo e novo álbum, Once And For All. A técnica bem apurada e o peso das músicas foram trazidas para o palco em músicas como Oblivion´s Gate, que conta a história de um viciado da cracolância. O vocalista Dan agitou a plateia, que interagiu os pedidos de gritos e refrões.

perception no hell in rio

Quando entrou no palco, com luvas de couro e óculos de piscina na testa, Mao, vocalista da banda Dr. Mao e os Espiões Secretos, já mostrou que a irreverência seria a marca do show. Executando muitas canções da extinta Garotos Podres, Mao fez a plateia abrir muitas rodas de mosh e cantar a plenos pulmões a atrevida Papai Noel Filho da Puta e outras pérolas do set list, como Microfilme e Garoto Podre.

Depois do Punk, foi a vez do hardcore da Oitão ensurdecer os roqueiros. A banda tem o conhecido chefe de cozinha Henrique Fogaça no vocal, que, no palco, não arregaça as mangas, mas, sim, nas letras, todas repletas de protesto contra as mazelas do mundo. No repertório, músicas como Faixa de Gaza, que fala das guerras veladas que acontecem no Brasil, como o racismo, e a primeira música da carreira da banda, Terror e Sangue.

oitao no hell in rio

Fazendo o show de lançamento de seu novo álbum Download Hatred, a banda Clautrofobia também trouxe suas músicas de protesto para o festival. Rasgando no gutural, com seu mais puro death metal, também fez com que a plateia de abrisse para os mosh´s.

Os porto alegrenses do Hibria mostraram o porquê de ser uma reconhecida banda de heavy metal no Brasil e no exterior. Abrindo com Silent Revenge, um clássico da carreira, Iuri Sanson colocou a plateia para pular, cantar e gritar, principalmente quando pegava sua câmera para filmar trechos do show, que poderão ser usados no documentário de 20 anos da banda que está sendo produzido. Para delírio dos fãs, o vocalista desceu do palco e ficou próximo ao público para cantar junto com a galera. Shoot me Dow, Tyger Punch e a novíssima Leading Lady também estavam no repertório.

hibria no hell in rio
 

Lançando seu novo álbum E.V.O., o Almah foi outra sensação do dia. Edu Falaschi executou com maestria canções que passaram por todos os álbuns da carreira da banda, como o Motion e o Fragile Equality. A surpresa ficou por conta do convite para que Fábio Lione, vocalista do Angra, subisse ao palco e fizesse um dueto com Falaschi, na música Nova Era. A música Heroes of Sand foi outro grande momento do show, com os fãs cantando junto, a plenos pulmões.

almah no hell in rio

O Sepultura entrou no palco com a plateia gritando o nome da banda. No primeiro acorde, da música Troops of Doom, a galera veio abaixo. A massacrante Arise também estava no set list e o grupo fechou com chave de ouro o primeiro dia do Hell in Rio, com muito gutural e “barulho” que todo roqueiro gosta.

sepultura no hell in rio

4 comentários

  1. Foi uma das melhores experiências que o Perc3ption já teve em toda sua carreira. O Hell in Rio foi um evento histórico, temos orgulho de poder fazer parte da 1ª edição e dividir o palco com grandes bandas de metal nacional.

  2. Foi uma das melhores experiências que o Perc3ption já teve em toda sua carreira. O Hell in Rio foi um evento histórico, temos orgulho de poder fazer parte da 1ª edição e dividir o palco com grandes bandas de metal nacional.

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
Show será dia 18 de janeiro, no Pirata Bar, e valores de ingressos serão divulgados em breve Em entrevista durante uma live no jornal...
Banda realizará um show especial no SESC Belenzinho, em São Paulo, no dia 13 de dezembro...
Reflexões sobre a desumanização do indivíduo, a busca pela liberdade e pela resistência à imposição...
Show do Stratovarius em Fortaleza reuniu fãs que aguardavam ansiosos do lado de fora...
Parceiros
OSBOX
Siga o Detector de Metal

Unable to display Facebook posts.
Show error

Error: Error validating access token: Session has expired on Sunday, 28-Apr-19 15:04:18 PDT. The current time is Monday, 09-Dec-19 13:55:31 PST.
Type: OAuthException
Code: 190
Subcode: 463
Please refer to our Error Message Reference.