Edu Falaschi em Fortaleza no dia 20 de Maio
03/06/2016 | Por
Edu Falaschi em Fortaleza no dia 20 de Maio

O quê: Show do Edu Falaschi cantando apenas cover, comemorando seus 25 anos de carreira.
Onde: Teatro Boca Rica
Quando: 20 de Maio de 2016, em Fortaleza

Resenha por: Gustavo Queiroz

O que falar de um evento anunciado para ocorrer no dia 20 de Maio (Sexta) e sua divulgação começou a ser feita no dia 16 de Maio (Segunda), ou seja, 4 dias antes da realização do mesmo? Mas aí eu entendi tudo, quando vi que partiria da produtora novata 4U Produções, a missão (Sim, porque para um evento simples desse, para esta produtora com histórico de má organização em seus eventos, o termo correto a se usar é “missão”) de realizar esta incógnita metálica no teatro Boca Rica (que diga-se de passagem, tem atraído cada vez mais shows de metal pra lá. Mas que mostrou nesta noite, não estar preparado para chuva), eu logo vi que não seria um sucesso, e de fato não foi.

Conversando com o público que ali se fez presente, eu diria que 80% estava ali para assistir à lendária Beowulf. Posso chamá-la de lendário por dois motivos: O primeiro por ser uma banda que influenciou muitas outras aqui na cena local, e o segundo motivo por ser uma banda difícil de encontrar tocando por aí (entenderam a associação com pokemons lendários? huehue). A Beowulf tocou músicas super antigas e foi o que levou os fãs mais headbangers a irem até o Boca Rica naquela noite.

Tivemos naquela noite uma banda estreante, a Metal Infect. Banda boa, nada mal. O vocalista Augusto Carone (Ex-Sethirus) canta muito bem e tem potencial para crescer bastante. E de olho neste nome, hein: Cesário Filho. Guitarrista fenomenal e impecável na execução de solos. Se a bateria não tivesse tão alta e comendo um pouco o som das guitarras, o show teria sido muito melhor. Erros e falhas não da banda, mas do som.

Som este, que não estava preparado para receber a Jack The Joker (com direito a uma das guitarras ficar sem som por quase metade de uma música). Eu já tinha ouvido o som da Jack The Joker antes e é um som que me agrada. Os caras mandam bem demais, mas que naquela noite, não tiveram um som favorável ao seu estilo e isto interferiu na apresentação, deixando algo bem desconfortável para o público em alguns momentos. O sono também interferiu para que o público começasse a ficar meio entediado. A Jack entrou no palco já meio tarde, em um evento que começou depois das 22h de uma sexta-feira (muitos alí, tinham trabalhado o dia inteiro e estavam cansado).

Aêê!! Vai começar o show do Edu Falaschi!! O cara entrou no estilo, de jaqueta e tudo, e entrou pela porta da frente viu (até porque não tinha porta dos fundos, mas é isso aí). O cara abre o show com “Breaking the law” e logo vi sua voz bem instável e resolvi acreditar que ele ainda estava aquecendo, por quê a situação estava tensa. Edu fala com o público e não podemos negar: O cara é carismático! Sempre contente. Soltou milhares de elogios à Fortaleza e ao público cearense antes de anunciar “Flight of Icarus” como sua próxima canção. Seu show estava ficando legal até o cantor perceber uma gotera caindo em cima da bateria. Com isso, o vocalista resolveu parar o show e evitar que algum músico sofresse algum tipo de choque. Lembram no começo do texto quando eu disse que o show não seria um sucesso? Pois é, que show? De noite é bem comum chover, ainda mais numa cidade litorânea como Fortaleza e a produtora não preparou e nem sequer pensou nessa possibilidade. Resultado? O show ficou inviável de ser executado e o Edu Falaschi tentou de todas as maneiras salvar todo aquele desastre se oferecendo ao público para tirar fotos (Sim, o Edu foi pra galera) e enfatizou que voltaria para Fortaleza e faria de graça o show, para as pessoas que alí estavam, desde que a produtora arcasse com os custos do cantor (translado e hospedagem).

Diante deste caos todo, o Edu ainda tinha levado 30 exemplares do seu novo trabalho solo de estúdio, o Moonlight, apenas com músicas de sua carreira e cantadas em versões acústicas. Seria incrível, se ele não tivesse vendendo por 50,00 R$ CADA CD. Não irei comentar sobre isso.

 

O Moonlight até que foi bem produzido, mas 50 reais? Só por quê ainda nem tinha sido enviado às lojas? Não, obrigado! Eu prefiro esperar umas semanas até ele poder ser vendido em lojas.


Mais um evento mal organizado e mal planejado da 4U Produções, que tem mostrado boas intenções. Mas “de boas intenções o inferno (neste caso, o céu) está cheio”. Precisamos de pessoas sérias que ajudem de fato a cena, e não sequer queiram ganhar um troco em cima de shows rápidos, inesperados, mal divulgados, mal planejados e mal produzidos. Para a produtora fazer o nome dela, principalmente depois da não apresentação do Exodus no último Fortaleza Open Air, ela precisa se organizar e se preparar melhor para os eventos, mas parece que não está conseguindo nem dá conta de um Edu Falaschi cantando covers, imagina eventos maiores (não estou diminuindo o Edu, apenas ressaltando que é tranquilo trazê-lo para cá, não é nenhum bixo de sete cabeças).

 

Deixe uma resposta

Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
A chamada ‘noite do metal’, do Rock in Rio, que acontece em 4 de outubro, está novamente definida. O Helloween entra no lugar do...
Banda paranaense estreia seu novo álbum em show único neste domingo, 23. Entrando na divulgação do novo disco “Surrounded By Decay”, gravado em janeiro...
O Detector de Metal 28 traz uma menção à Andre Matos e sua importância...
A banda cearense Hellhoundz está em estúdio fazendo as gravações do seu primeiro disco...
Parceiros
OSBOX
Siga o Detector de Metal

Unable to display Facebook posts.
Show error

Error: Error validating access token: Session has expired on Sunday, 28-Apr-19 15:04:18 PDT. The current time is Monday, 24-Jun-19 21:55:13 PDT.
Type: OAuthException
Code: 190
Subcode: 463
Please refer to our Error Message Reference.