CDs | Pagando o Pato – Contraponto (2018)
27/06/2019 | Por

A banda de Thrash Metal/Crustcore Contraponto lançou em 2018 seu segundo álbum, intitulado “Pagando o Pato” (fazendo referência ao bordão “Não vamos pagar o pato” usado em manifestações entre 2013 e 2016), trazendo músicas rápidas (tanto em compasso quanto em tempo, onde a mais longa não chega aos 3 minutos), repletas de criticas sociais e atualidades.

O álbum foi produzido por Paulo Wallace (bateria) e Olívio Portugal, em que a produção foi feita partes em estúdio, partes no quarto do próprio Paulo.

Segundo Wallace “Desde 2008, o Contraponto toca em temas como desigualdade social, preconceito e violência de uma forma diferente. Buscando sempre a politização dos espaços em que atua, a banda tem como temática as lutas da classe trabalhadora e da juventude e a construção do socialismo libertário.”

O disco nos apresenta 10 faixas e uma bônus escondida, todas rápidas, agressivas, curtas e grossas, deixando escrachado todos os pensamentos da banda em letras fortes e ácidas. O instrumental está extremamente bem produzido e bem gravado (quando se trata de uma banda underground, isso é um ótimo ponto),onde as guitarras estão muito limpas e nítidas, mas ainda sim com toda a sujeira e podridão, que são características do gênero. As linhas de bateria são algo louvável, onde o bumbo duplo merece total destaque junto da precisão das batidas.

Os vocais de Thyrza são um show a parte, Seu timbre e seu estilo de gutural nos remete a bandas de metal extremo do Brasil nos anos 1980 e 1990, em que Sepultura, Ratos de Porão, Sarcófago e Chakal são referências claras! É ótimo ver uma vocalista feminina fazendo algo tão louvável, coisa que precisamos ver mais no cenário nacional.

A capa nos apresenta uma colagem de imagens de protestos aqui no Brasil (dentre elas, a greve dos caminhoneiros de 2018 e um protesto contra a morte da deputada Marielle Franco), imagens de repressão policial e uma cena de guerra, com uma criança sozinha em meio ao caos catártico do conflito, tudo em tons de vermelho, dando uma atmosfera de violência e morte.

O album conta com participação de Luma Josino (Klitores Kaos) na faixa “Não é Não” e Mell Almeida (ex-Contraponto, ex-Ascaridiase) na faixa “American Way of Life”.

tracklist:

  1. Não é Não
  2. Início do Fim
  3. Barbárie
  4. Barbárie II
  5. Frente Popular
  6. Realidade Cruel
  7. American Way of Life
  8. Meritocracia
  9. Pagando o Pato
  10. Guerra Inútil

lineup:

Paulo Wallace – bateria
Gilmour Souza – guitarra                                                                                                                  Thyrza – vocal
Fábio Bentes – baixo

bandcamp da banda

Tags:

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
Evento será gratuito e transmitido em live pelo canal oficial do Forcaos TV no YouTube...
Single está disponível no canal oficial da banda no YouTube e antecipa debut, ainda sem data de lançamento...
O frontman da banda paraibana Necrohunter, Mauro Medeiros, nos enviou uma cópia do seu...
Parceiros
extremo-metal-jampa
OSBOX
Siga o Detector de Metal