CDs | Marginal Metal – Facing Fear (Roadie Metal & Music, 2022)
19/04/2022 | Por

O Brasil sempre foi uma terra muito fértil no que se trata de Metal, porém desde os anos 1980 o Heavy Metal clássico é uma vertente que sempre marcou sua presença de forma prolífera e forte! Já vindo de bandas como Viper, Voodu, Harppia e etc, o cenário tradicional sempre nos trouxe ótimas bandas extremamente criativas, como é o caso dos cariocas do Facing Fear.

Já com dois ótimos álbuns lançados (e resenhados aqui no site), o grupo passou (e passa) por diversas mudanças em sua formação e sonoridade. Seu mais novo trabalho “Marginal Metal” é o sucessor do ótimo “Ana Jansen” (2019), sendo o primeiro do grupo totalmente cantado em inglês e apresentando uma maior influência de Glam Metal/Hard Rock em seu som, trazendo melodias incrivelmente inspiradas e diversas participações que trazem uma ótima versatilidade ao som.

A adição da segunda guitarra de John Killesh trouxe um avanço sonoro notável, aumentando a massa sonora firme que a banda já apresentava, permitindo um novo passo no que se trata de arranjos e rumos no som. As linhas de guitarra estão muito mais melódicas e focadas em riffs solados, refrãos marcantes e dignos de serem cantados por uma animada plateia e versos que fazem quem escuta querer imergir cada vez mais na música.

Também vemos músicas muito mais cadenciadas em comparação ao trabalho anterior, remetendo muito mais a composições clássicas de bandas como Judas Priest (uma enorme influência para a banda) e Manowar, com músicas dignar de se ir para a batalha (ou apenas chegar em um rolê com estilo e classe). As letras também demonstram um avanço para o grupo, que deixa de lado os temas fantasiosos e épicos e passa a abordar a marginalização do metal, a falta de recursos que as bandas novas passam e a relação de amor e ódio de se ter uma banda de metal em um meio tão árduo como o cenário nacional.

Senti que o vocalista Terry Painkiller está cada vez mais chegando a uma identidade cada vez mais única de cantar. As linhas vocais ainda mais agressivas, rápidas e viscerais demonstram que o cantor está buscando o “tempero” que o destaca no meio de tantos “discípulos de Rob Halford e Bruce Dickinson” que vemos aos baldes nos bares a fora. Destaque para os momentos de coro ao longo das músicas (principalmente nos refrãos), que trazem novamente a influência de Manowar e passam a sensação não apenas de um grito de guerra, mas de um manifesto quanto ao metal independente nacional, um grito em conjunto de bandas que fazem um estilo tão nichado, mas ao mesmo tempo tão bem feito e cuidadoso como o Heavy Metal e Hard Rock.

A capa, mais uma vez assinada pelo excelente artista Eduardo Untura, traz o mascote do grupo Dr.Fear no meio de grandes e polêmicos líderes mundiais, atacando principalmente o presidente da república. A arte (pintada totalmente a mão com tinta acrílica) me remeteu em tema, composição e execução as capas do single “Be Quick Or Be Dead” e do disco “No Prayer For The Dying”, ambas do Iron Maiden (outra fortíssima influência do grupo), a crítica ácida e sarcástica na capa já mostra a agressividade e ao mesmo tempo beleza que o disco guarda.

O bom humor da banda é um destaque também. Tanto na produção independente e (em alguns momentos) caseira de seus vídeos quanto na atitude sarcástica e auto-depreciativa em suas redes sociais, a banda também mostra como levar um estilo tão purista com a maior leveza possível. O importante, antes de tudo, é e sempre será a diversão e a vontade de tocar e a banda faz questão de deixar isso escancarado em seus canais oficiais.

Se você é desses que adora o famoso metal dos anos 1980, que sonha em cortar um “mullet” e por aquela roupa justa com estampa do Angel Witch, esse disco foi feito perfeitamente para você! Se está a procura de ótimas melodias, tanto vocais quanto instrumentais e letras muito fortes, ouça sem dó!

OUÇA O DISCO NO SPOTIFY

Tracklist:
01 – We Will Arrive
02 – Figthing Game (Feat. Pablo Diego)
03 – Music Hero (Feat. Jay Roxx / Jorge Veloso)
04 – Marginal Metal (Feat. Valcir Júnior)
05 – Likers And Lovers (Feat. Oskar Jacobsson / Rod Wolf)
06 – I’m Crazy (Feat. Kelly Hipólito / Luo Campanelly)
07 – Don’t Wanna See (Feat. Valcir Júnior)
08 – That’s How Life Flows (Feat. Jhoannes Cardoso / Pablo Diego)
09 – We Need Money (Feat. Marcus Prates)
10 – The Child
11 – The Last Dance

Luneup:
Terry Painkiller – Vocal
Raphael Dantas – Guitarra
John Killesh – Guitarra
Vall Maranhão – Bateria

SIGA A BANDA NO:
Facebook
Instagram
Youtube
Twitter

 

 

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
A missão de Thaís Lyrica em seu EP de estréia “ECILA” é aliar magia a conceitos retrofuturísticos visando dar vida ao metal melódico do...
  Pandemia perto do fim e a Rygel segue produzindo material! A bola da vez se chama “The Struggle”, sobre “a estória de um...
  A SQQ Rockids é uma banda de rock voltada ao público infantil e...
“Wild Kiss” mescla de hard rock, blues e funk americano, e vídeo dirigido por...
Parceiros
OSBOX
Siga o Detector de Metal