CDs | Ascensão – Black Pantera (Deckdisc, 2022)
13/05/2022 | Por

 

Surgindo em meados de 2015, o grupo mineiro Black Pantera lançou, neste grande ano de 2022, seu terceiro trabalho de inéditas “Ascenção” faltando meses para a apresentação da banda no icônico festival Rock In Rio, ao lado da banda Devotos, no palco Sunset. A banda traz em seu som uma mescla extremamente original de Thrash, Death, Hardcore, Groove e diversos outros estilos, criando uma sonoridade única e muito característica.

A capa, fotografia de Victor Balde, mostra duas mulheres moçambicanas empunhando grandes facões, sob o título “Lute Como Uma Moçambicana” e tendo sua renda inteiramente doada a Carol e Ana, as mulheres da foto. A imagem carrega o peso da luta racial e feminina, mostrando como a população negra está pronta e armada para a luta por seu direito a igualdade.

As referências são várias, indo de momentos que remetem a Korn e Rage Against The Machine, passando por faixas onde o Sepultura teve muita influência, regado a muito peso, criticas ácidas e extremamente diretas e batidas groovadas e cadenciadas que trazem a sonoridade única das faixas, cantadas com um vocal gutural muito compreensível e em certos momentos remetendo muito ao Rap com versos rápidos e cadenciados. As linhas de baixo também fazem um show a parte! A complexidade e técnica criam uma argamassa sólida que sustenta os brutais riffs de guitarra e berros ao longo das faixas. Grande parte do peso do disco se encontra nas linhas de baixo que também somam não só no ritmo mas na melodia e ditam o quão pesado vai ser o rumo que a música vai tomar, repletos de criatividade e não se contentando em apenas seguir a guitarra ou em executar poucas notas.

A temática das letras variam entre racismo, revolução, luta por igualdade e meio ambiente, mas sempre com uma carga social de raiva e indignação muito presentes, onde quem ouve sente que algo realmente está errado e exige mudança! A violência se faz presente em muitos momentos como um retrato, justamente, dessa indignação retratada de forma tão solida! O uso de xingamentos e versos diretos e ríspidos criam um grande manifesto quanto a todas as tragédias que vivemos diariamente.

Para quem está a procura de uma música cadenciada, densa, pesada e groovada, com uma mensagem muito forte e uma execução primorosa, pode ouvir esse trabalho sem medo pois garanto que, futuramente, este se tornará um clássico do metal nacional aclamado e estudado como objeto histórico!

OUÇA O DISCO NO SPOTIFY

SIGA A BANDA NO:
Facebook
Instagram
Youtube

Lineup:
Charles Gama – Voz e guitarra
Chaene da Gama – Baixo
Rofrigo Augusto – Bateria

Tracklist:
1 – Mosha
2 – Padrão É O Caralho
3 – Delírio Coletivo
4 – Fogo Nos Racistas
5 – Não Fode o Meu Rolê
6 – Revolução é o Caos
7 – Anti Vida
8 – Dia Do Fogo
9 – Evilcred
10 – A Besta
11 – Eles Que Lutem
12 – Estandarte

 

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
A missão de Thaís Lyrica em seu EP de estréia “ECILA” é aliar magia a conceitos retrofuturísticos visando dar vida ao metal melódico do...
  Pandemia perto do fim e a Rygel segue produzindo material! A bola da vez se chama “The Struggle”, sobre “a estória de um...
  A SQQ Rockids é uma banda de rock voltada ao público infantil e...
“Wild Kiss” mescla de hard rock, blues e funk americano, e vídeo dirigido por...
Parceiros
OSBOX
Siga o Detector de Metal