6 anos do meu primeiro show do Iron Maiden – 5 de junho de 2014
05/06/2020 | Por

O tempo passa muito rápido! Quando menos esperamos, já se passaram 3, 5, 8, 12, 15, 20 anos de um determinado evento marcante nas nossas vidas. Sejam conquistas profissionais, nascimentos de filhos ou até realização de sonhos. Se não aproveitarmos o tempo, ele domina a gente e nos coloca lá no futuro. O que fica do passado, são apenas as memórias e o gostinho de saudade. Hoje, 5 de junho de 2020, acordei com o lembrete que é aniversário do Nicko Mcbrain, baterista do Iron Maiden desde 1983, e que também é a data de um momento marcante pra mim: o dia do meu primeiro show do Iron Maiden.

Há 6 anos, quando eu morava fora do Brasil, tive a oportunidade de ir ao meu primeiro festival de rock, no qual iria ter o Iron Maiden como headliner em seu primeiro dia. Não podia perder a oportunidade de assistir a uma das minhas bandas favoritas, e este acabou sendo o principal motor que me conduziu na criação do Detector de Metal. Como eu ia para o festival e queria registrar toda esta experiência (mesmo que de forma extremamente iniciante), o Detector de Metal nasceu dessa necessidade e se tornou algo muito maior. Nunca imaginei que isso ainda poderia me gerar um Rock in Rio, Wacken Open Air e diversos outros shows e festivais pelo Brasil, mas isso é assunto para um outro post.

O fato é que hoje, 5 de junho de 2020, fazem 6 anos do primeiro show do Iron Maiden e a magia continua a mesma. Para quem não sabe, esta minha viagem foi um dos primeiros vídeos do canal. Confiram! obs: por favor, sem zoar (era mais novo e também muito mais amador) hahahaha.

Incrível como o tempo só traz melhorias, não é mesmo? Aqui foi o start de tudo! E a banda já voltou outras vezes aqui no canal, seja pela cobertura do show em Fortaleza feito em 2016, como também com a minha ida ao Rock in Rio em 2019 (conteúdo que sairá ainda esse ano). Esse show em especial, o do Rock am Ring de 2014, ele foi interessante pelo fato de eu QUASE não poder conferir, pois este foi a 3ª leg da turnê Maiden England, que já tinha rolado em 2012 e 2013. É nessas horas que o São Steve Harris das causas impossíveis atua e permitiu que a turnê se estendesse até 2014, com uma turnê somente na Europa (o que eles chamam de turnê de verão). Bem, e eu estava no local certo e na hora certa! O festival ocorreu em Nürburgring, no famoso autódromo de Nürburg, uma pequena cidade da Alemanha, local que sempre recebeu o evento desde sua primeira edição (que eu não me recordo a partir de quando começou). E outra GRANDE SORTE que eu tive foi que naquele ano, em 2014, iria ser O ÚLTIMO ano do festival neste autódromo, pois nos anos seguintes ele iria ocorrer em um novo local, pois Nürburg não ficava muito longe de onde eu morava.

O show

O que falar deste show, que não é porque foi o meu primeiro, é um dos mais bonitos do Iron Maiden? O por do sol foi um show a parte, mas não atrapalhou o show da banda, que muitos preferem vê-lo de noite para poder ver melhor as labaredas, detalhes do palco e a iluminação em geral. O clima e o frio da noite se fizeram presente, bem a tempo da banda executar “Seventh Son of a Seventh Son”. Como foi o meu primeiro grande festival, fiquei com medo de tentar um lugar mais próximo do palco, o que mal sabia eu de que eu estava no melhor festival para tentar um lugar próximo pois nem estava apertado e o público em si não era aquele que, digamos, posso afirmar ser muito fã da banda. A maioria das pessoas que estavam ali nem se envolveram muito com o show (algumas chegaram até a ficar de costas em alguns momentos, sabe-se lá por quê). Vocês podem conferir melhor a atmosfera nessa clássica transmissão que foi feita do show na íntegra.

Eu me lembro que a primeira coisa que passou pela minha cabeça foi: “caramba, o Bruce não para quieto no palco”. Outra sensação foi: “isso tá muito alto, acho que vai entrar no meu corpo e me possuir”. Ao mesmo tempo que foi meu primeiro show do maiden, foi minha primeira experiência com grandes shows, principalmente show de heavy metal. Foi tudo perfeito! Local exato, na hora exata e de forma mágica, como deve ser. A saga pra se chegar no Rock am Ring merece um post a parte, mas aqui eu quis só deixar registrado mesmo. Mas posso afirmar que eu precisei reparar um Citroen 2CV para poder chegar até lá. No primeiro vídeo eu mostrei mais detalhes da viagem e também, em outros vídeos da viagem ao festival, tem falando um pouco do acampamentos e das minhas experiências que passou na minha cabeça na hora. Espero que divirtam-se! Isso foi um pouco do meu 5 de junho de 2014.

Deixe uma resposta

Apoiadores
Próximos Eventos
Ver todos os eventos
Leia Também
Single está disponível no canal oficial da banda no YouTube e antecipa debut, ainda sem data de lançamento...
O frontman da banda paraibana Necrohunter, Mauro Medeiros, nos enviou uma cópia do seu mais recente trabalho de estúdio. Com 11 faixas inéditas, o...
Parceiros
extremo-metal-jampa
OSBOX
Siga o Detector de Metal